No Brasil existe democracia racial?

fevereiro 14, 2009

Sabemos que desde o período colonial os nativos(índios),europeus e africanos formaram o que hoje chamamos sociedade brasileira.E Hoje será que vivemos numa democracia racial onde as discriminações são de origem social?

Por que ainda existem guerras no mundo?

fevereiro 14, 2009

Se vemos na História as consequências danosas das mesmas para humanidade por ainda hoje vemos guerras como a que ocorreu na FAIXA DE GAZA no início deste ano?Dê a sua opinião com base nos seus conhecimentos históricos!

Criacionismo ou evolucionismo?

fevereiro 14, 2009

A teoria da evolução celebra seu jubileu este ano…mas a questão é Criação ou Evolução? deixe sua opinião argumente usando seus conhecimentos históricos!

Por que estudar História?

janeiro 24, 2009

Esta é uma pergunta constante nos primeiros dias de aulas nos quais procuro fazer uma introdução a disciplina de História: cronologia,conceitos,ciências auxiliares,fontes etc.Mas eu gostaria de saber de meus alunos(as) qual a sua opinião sobre esta questão filosófica tão importante para nós historiadores e para vocês que estudam está matéria apaixonante…

História do Natal

dezembro 27, 2008

História do Natal
Fonte :internet

História do Natal, 25 de dezembro, história do Papai Noel, a tradição da árvore de Natal, origem do presépio,
decorações natalinas, símbolos natalinos

História do Natal – Papai Noel
Papai Noel: um dos símbolos do Natal

Origem do Natal e o significado da comemoração

O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.

As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal.

Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano 1 da nossa História.

A Árvore de Natal e o Presépio

árvore de natal

Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.

Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.

Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram moram na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.

O presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII. As músicas de Natal também fazem parte desta linda festa.

O Papai Noel : origem e tradição

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom. Porém, em 1881, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o bom velhinho com uma roupa, também de inverno, nas cores vermelha e branca (as cores do refrigerante) e com um garro vermelho com pompom branco. A campanha publicitária fez um grande sucesso e a nova imagem do Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo.

Coroa de Advento

O Pastor luterano Johann Hinrich Wichern, construiu a primeira coroa de advento em 1839, um aro de madeira, tipo roda de carroça, com 23 velas, que ele pendurou no salão de oração do Abrigo para menores sem teto, chamado “Das Rauhe Haus” em Hamburgo na Alemanha.
Somente em 1860 a coroa de advento recebeu os primeiros ramos verdes como enfeite e 20 velas vermelhas pequenas, e 4 velas grandes brancas, simbolizando os domingos. Todos os dias se acendia uma vela e faziam-se orações.Hoje ela é utilizada também nas igrejas anglicanas e católicas romanas.

Qual o melhor presidente da História do Brasil? Justifique!

novembro 1, 2008

 

 

Luiz Inácio Lula
da Silva
1º.01.2003 a

Fernando H. Cardoso
1º.01.1999 a
1º.01.2003

Fernando H. Cardoso
1º.01.1995 a
1º.01.1999

Itamar Franco
02.10.1992 a
1º.01.1995

Fernando Collor
15.03.1990 a
02.10.1992

José Sarney
15.03.1985 a
15.03.1990

Tancredo Neves

João B. Figueiredo
15.03.1979 a
15.03.1985

Ernesto Geisel
15.03.1974 a
15.03.1979

Emílio G. Médici
30.10.1969 a
15.03.1974

Márcio Melo
31.08.1969 a
30.10.1969

Augusto Radamaker
31.08.1969 a
30.10.1969

Aurélio Lyra
31.08.1969 a
30.10.1969

Costa e Silva
15.03.1967 a
31.08.1969

Castello Branco
15.04.1964 a
15.03.1967

Paschoal R. Mazzilli
02.04.1964 a
15.04.1964

João Goulart
24.01.1963 a
1º.04.1964

João Goulart
08.09.1961 a
24.01.1963

Paschoal R. Mazzilli
25.08.1961 a
08.09.1961

Jânio Quadros
31.01.1961 a
25.08.1961

Juscelino Kubitschek
31.01.1956 a
31.01.1961

Nereu de O. Ramos
11.11.1955 a
31.01.1956

Carlos Luz
08.11.1955 a
11.11.1955

Café Filho
24.08.1954 a
08.11.1955

Getúlio Vargas
31.01.1951 a
24.08.1954

Gaspar Dutra
31.01.1946 a
31.01.1951

José Linhares
29.10.1945 a
31.01.1946

Getúlio Vargas
10.11.1937 a
29.10.1945

Getúlio Vargas
20.07.1934 a
10.11.1937

Getúlio Vargas
03.11.1930 a
20.07.1934

Augusto Fragoso
24.10.1930 a
03.11.1930

Isaías de Noronha
24.10.1930 a
03.11.1930

Menna Barreto
24.10.1930 a
03.11.1930

Júlio Prestes

Washington Luís
15.11.1926 a
24.10.1930

Arthur Bernardes
15.11.1922 a
15.11.1926

Epitácio Pessoa
28.07.1919 a
15.11.1922

Delfim Moreira
15.11.1918 a
28.07.1919

Rodrigues Alves

Wenceslau Braz
15.11.1914 a
15.11.1918

Hermes Fonseca
15.11.1910 a
15.11.1914

Nilo Peçanha
14.06.1909 a
15.11.1910

Affonso Penna
15.11.1906 a
14.06.1909

Rodrigues
Alves
15.11.1902 a
15.11.1906

Campos Salles
15.11.1898 a 15.11.1902

Prudente de Moraes
15.11.1894 a 15.11.1898

Floriano Peixoto
23.11.1891 a 15.11.1894

Deodoro da Fonseca
25.02.1891 a
23.11.1891

 Deodoro da Fonseca
15.11.1889 a
25.02.1891

 

 

 

poesia sobre eleições 2008 em Natal

outubro 11, 2008

A BORBOLETA E A ESTRELA

Sírlia Lima

 

 

Hoje eu quero falar

Da minha indignação

Aconteceu na cidade

No dia da eleição

 

Vai haver uma disputa

Entre duas mulheres

Uma delas vai vencer

Com o voto que tu deres

 

Porém essa campanha

Teve muita alienação

Porque a borboleta

Usava a televisão

 

Pra conquistar o voto

Dos menos favorecidos

Meia dúzia de palavras

E já estavam iludidos

 

A borboleta fazia

De um tudo pra ganhar

Se abraçar com pobre

Ou começar a chorar

 

Ela se comportava

Como se fosse uma atriz

Valia-se do tormento

Do pobre ou do infeliz

 

Enquanto a estrela

Seguia a vida em frente

Mostrando tudo o que fez

Na terra de sua gente

 

Lutando por estudantes

Ela lutou, pintou o sete

E aqui pra Zona Norte

Conseguiu um CEFET

 

Todos os instruídos

Já sabiam seu valor

Por isso a apoiaram

Prefeito e governador

 

Não pense que isso é pouco

Ela é gentil e competente

E por isso recebeu

O aval do Presidente

 

A borboleta alegre

Ia pra TV zuar

Tirar onda com o povo

Pra poder os humilhar

 

Para o povo se convencer

Fez uma declaração

Que vendia detergente

E hoje tem televisão

 

Sei que a borboleta

Ao povo quer convencer

Enquanto o povo se mata

De lutar sem nunca vencer

 

A borboleta queria

Também mostrar serviço

Mas na vice prefeitura

Seu trabalho foi omisso

 

Ela não tinha argumentos

Pra poder se sustentar

Por isso as pesquisas

Ela teve que comprar

 

Hoje vejo na urna

Esse triste resultado

O povo não instruído

Vai sofrer mais um bocado

 

Isso só acontece

Por falta de educação

Enquanto o povo padece

Continua a enganação

 

Porque o povo sofrido

Não vê muita solução

Por isso troca seu voto

Por um quilo de feijão

 

E por toda a cidade

Distribuiu o dinheiro

Não dava para contar

Não cabia num maleiro

 

 

Foi por isso que ela

Logo se elegeu

Foi por causa do dinheiro

E da TV que o pai lhe deu.

 

Mas saiba que essa estrela

Nunca vai se apagar

Um dia a educação

Por aqui vai se instalar

 

E o povo consciente

Nunca vai se enganar

Borboletas traiçoeiras

Eles tratam de espantar

 

E por aqui vai reinar

A tal democracia

Que  deixará de ser sonho

Uma simples utopia

 

Por enquanto não reclame

E não faça mais careta

Quem mandou você votar

Nessa tal de  borboleta

 

 

episódios e curiosidades das eleições 2008

outubro 7, 2008

Conforme costume antigo, costumo visitar velhos amigos em dias de eleição. Perambulo pela cidade à procura do “espírito” da eleição, pois, sim, cada uma tem o seu, das barbadas aos prédios mais renhidos.

Desde cedo, notei certa tendência de defecção nos redutos “progressistas”. Havia nos fundos do Tucuruvi um jovem negro, em trajes de grife surfe, distribuindo discretamente santinhos de Kassab. Vejam bem, ele não fazia campanha para um candidato à vereança, mas para o majoritário. Só.

O rapaz é estudante do terceiro ano do segundo grau, comprou recentemente seu primeiro computador, a crédito. O pai é vigia (conseguiu carteira assinada há três anos) e a mãe é diarista. Ele atualmente não trabalha regularmente. Nos fins de semana, atua como assistente de som em bailes na região dos Jardins. É o típico emergente da nova classe C.

João (vamos chamá-lo assim) afirma que o governo Lula “acostuma mal os vagabundos” com o Bolsa Família. A mãe sempre votou em Marta, mas o pai costuma odiar qualquer petista. “Meu velho não quer saber do casamento gay em São Paulo, nem eu”, sentencia, alisando a sobrancelha.

– Vai votar em quem?

– Dessa vez é no Kassab – revela a moça, que graças ao crescimento da renda familiar (ela e dois irmãos conseguiram emprego nos últimos três anos) pôde matricular-se numa faculdade privada.

– Por que nele?- É o menos pior…

– E a Marta?

  Ela fez o apagão aéreo e mandou o povo gozar depois do estupro. Tem como uma pessoa passar uma hora, uma hora e meia, esperando o avião?

– Como?

– O povo ficar horas esperando o avião…

– É chato mesmo – respondo. – Mas você já viajou de avião? – indago.

– Nunca. O mais longe que fui na vida foi para Mongaguá (litoral sul).

– Entendo. E o trânsito em São Paulo?

– Péssimo. Entre metrô e ônibus, fico umas 4 horas e meia no transporte, todo dia. Não anda.

– E de quem é a culpa?

– Sei lá… Tem muito carro na rua. Precisava fazer alguma coisa.

– E você não acha que o Kassab tem alguma responsabilidade nisso?

– (silêncio)… Não sei. Não parei para pensar.

– Isso afeta sua vida, não?

Quase cinco da tarde, na região dos Jardins. O filho de um amigo chega da votação com três colegas. O rapaz é o único que votou em Marta Suplicy. Dos colegas, dois preferiram Kassab. O outro votou em Geraldo Alckmin.

– Na verdade, eu e toda minha família somos malufistas, mas o Kassab é o único que pode ganhar dessa “vaca” da Martaxa – diz Paulo (vamos chamá-lo assim), exaltado.

– Sim, as taxas devem ter prejudicado muito sua família… – pondero.

– Meu pai fez a empresa dele sem ajuda de ninguém. A gente ta cansado de pagar os impostos que o PT inventou. Cada dia tem um imposto novo.

– Que imposto novo?- Vários.

– Mas quais?- Vários. Tudo para sustentar vagabundo nordestino. E olha que eu não sou nem um pouco racista. Tenho até amigo japonês, negro, de todo tipo. Mas com esse negócio de bolsa, o cara se acostuma a não trabalhar e fica tomando cachaça o dia inteiro. É preciso ensinar o cidadão a pescar, e não dar o peixe.

– Mas o Bolsa Família está integrado a vários projetos de promoção e inclusão. Tem a contrapartida educativa… – tento argumentar, quando sou interrompido.

– Tem nada. Isso aí é coisa da mídia que o Lula comprou.

– Mas a mídia costuma ser contra o presidente – afirmo.

– Mas e os dados do Ipea, do IBGE?

– Eu estudo Administração. Isso é tudo mentira.

– Quer dizer que o país não melhorou em nada?

– Esse semi-analfabeto deu sorte. Aproveitou o Plano Real e o crescimento da China… Agora, quero ver. Estou só esperando para ver o que vai acontecer. E vou dar risada.

– Mas o país não estava muito bem em 2002 – intervenho.

– O PT é o “partidão”, não é?

– Não que eu saiba – respondo.

– É sim… Eu abri os olhos de muito colega sobre esse comunismo disfarçado aí… Nessa eleição, eu convenci muito petista a votar no Kassab.

– Quem?- O nosso motorista, o jardineiro que vai lá em casa…

Já são 18h20… Alguém grita do interior da casa: “o Kassab está ganhando”. Os três jovens urram de prazer. Está se iniciando a longa noite até o segundo turno.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o primeiro turno das eleições municipais custou aproximadamente R$ 462 milhões, o que representa mais de 88% do total de recursos disponíveis para o pleito (R$ 523 milhões). O resultado da apuração do primeiro turno das eleições municipais produziu uma série de histórias curiosas em vários estados.

No município mineiro de Dom Cavati, a eleição terminou empatada. Segundo a legislação eleitoral, em caso de empate o candidato mais velho é declarado vencedor. Assim, Jair Vieira (DEM) é o novo prefeito da cidade, após ter empatado nas urnas com Pedro Euzébio Sobrinho, o Pedrinho (PT), com 1.919 votos cada um. 

Em outros cinco municípios, a decisão da eleição para prefeito foi decidida por um voto. O fato curioso aconteceu nas cidades de São Martinho (RS), Saldanha Marinho (RS), Jussara (PR), Nazaré (TO) e Arantina (MG), segundo o TSE.

Na cidade de Benedito Leite, (MA), as eleições foram canceladas pela Justiça Eleitoral do estado depois que eleitores descontentes atearam fogo em um galpão onde estavam guardadas as 16 urnas do local.

E em Propriá (SE), o candidato eleito, Paulo Britto (PT), é irmão do presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, que fez questão de salientar: “Eu não ajudei em absolutamente nada”.


Na disputa entre os partidos, o PMDB lidera o número de prefeituras conquistadas. O partido já elegeu 1.200 prefeitos no país. E o PT disputará o maior número de segundos turnos.

 

Vereadores mais votados

O candidato Gabriel Chalita (PSDB) foi o vereador mais votado em São Paulo com 102.048 votos válidos. No Rio, Lucinha (PSDB) foi a mais votada com 68.799 votos. Em Porto Alegre, Maurício Dziedricki (PTB) foi o candidato a vereador com maior número de votos: 15.454 .

 

Em Belo Horizonte, o mais votado foi o Professor Elias Murad (PSDB) com 15.473 votos. Em Curitiba, Roberto Aciolli (PV) foi o primeiro com 17.377 votos.

 

Campanha com o número errado

As eleições para vereador também renderam curiosidades. Em Pejuçara (RS), a candidata Cinara Salles Mioso, fez campanha eleitoral com o número errado. Ao invés de 13.612, ela fez a campanha com o número 13.162. Resultado: teve apenas seis votos válidos. 

 

 

Flavia da Silva Almeida/Vc no G1

Transformista Leo Kret do Brasil foi eleito vereador em Salvador (Foto: Genilson Coutinho/VC no G1)

João Buzo também errou o número nos seus ‘santinhos’. Mesmo com o infortúnio, ele se elegeu com 144 votos para uma das nove cadeiras da Câmara Municipal de Gabriel Monteiro (SP).


Em Salvador, a Câmara Municipal terá uma de suas cadeiras ocupadas pelo transformista Leo Kret do Brasil, que foi o quarto mais bem votado das eleições para vereador.

 

Bin Laden e Zidane não são eleitos

Os candidatos que se inscreveram com os nomes de Bin Laden e Zidane não conseguiram se eleger. Assim como a candidata mais velha do país.

 

Boca-de-urna vira castigo em quartel

No domingo (5), 208 candidatos foram presos, a maioria por fazer boca-de-urna. De acordo com a Justiça Eleitoral, foram registradas 4.656 ocorrências e 1.541 prisões. Um menor de idade foi flagrado por um mesário tentando votar com o título de eleitor de outra pessoa, numa seção do bairro de Jordanésia, na cidade de Cajamar, na Grande São Paulo. E em São Leopoldo (RS), dez pessoas foram flagradas fazendo boca-de-urna e pagaram suas penas limpando o quartel da Brigada Militar.

Nova Guerra em Roraima? leia e dê sua opinião

outubro 7, 2008

EM RORAIMA SERÁ A PRÓXIMA GUERRA?

A PRÓXIMA GUERRA Segue abaixo o relato de uma pessoa conhecida e séria, que
passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em
Roraima. Trata-se de um Brasil que a gente não conhece. As duas semanas em
Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas
chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas
que tenho visto e escutado por aqui. Conversei com algumas pessoas nesses
três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução. Para
começar o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense, pra falar a
verdade, acho que a proporção é de um roraimense para cada 10 pessoas é bem
razoável, tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e
por aí vai
. Portanto falta uma identidade com a terra. Aqui não existem
muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, e aqui
quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais
e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro. Se não for funcionário
público a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do
governo.
Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do
Território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam
apenas 30%, descontando-se os rios e as terras improdutivas que são muitas,
para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.
(Na
única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus,
cerca de 800 km) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena
Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde,
nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da
FUNAI e dos americanos) para que os mesmos não sejam incomodados
. Detalhe:
Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos americanos, europeus
e japoneses.
Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele
ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI
. Detalhe:
Americanos entram na hora que quiserem, se você não tem uma autorização da
FUNAI mas tem dos americanos então você pode entrar. A maioria dos índios
fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar
português.
Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem-se
hasteadas bandeiras americanas ou inglesas. É comum se encontrar por aqui
americano tipo nerds com cara de quem não quer nada, que veio caçar
borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas pasme, se você
quiser montar um empresa para exportar plantas e frutas típicas como
cupuaçu, açaí camu-camu etc., medicinais, ou componentes naturais para
fabricação de remédios, pode se preparar para pagar ‘royalties’ para
empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos
típicos da Amazônia…
Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir
tais relatos: É os americanos vão acabar tomando a Amazônia e em todas elas
ouvi a mesma resposta em palavras diferentes. Vou reproduzir a resposta de
uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí:
‘Irão não minha filha, tu não sabe, mas tudo aqui já é deles, eles comandam
tudo, você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam.
Quando acabar
essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque quando
determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra, aqui vai ser
a mesma coisa’. A dona é bem informada não? O pior é que segundo a ONU o
conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o
nome de nação indígena
. O que pode levar os americanos a alegarem que
estarão libertando os povos indígenas. Fiquei sabendo que os americanos já
estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da
fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo
objetivos de combater o narcotráfico.
Por falar em narcotráfico, aqui é rota
de distribuição, pois essa mãe chamada Brasil mantém suas fronteiras abertas
e aqui tem Estrada para as Guianas e Venezuela. Nenhuma bagagem de
estrangeiro é fiscalizada, principalmente se for americano, europeu ou
japonês, (isso pode causar um incidente diplomático)… Dizem que tem muito
colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil
comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares. Pergunto
inocentemente às pessoas; porque os americanos querem tanto proteger os
índios. A resposta é absolutamente a mesma, porque as terras indígenas além
das riquezas animais e vegetais, da abundância de água são extremamente
ricas em ouro (encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos),
diamante, outras pedras preciosas, minério e nas reservas norte de Roraima e
Amazonas, ricas em PETRÓLEO. Parece que as pessoas contam essas coisas como
que num grito de Socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer
isso ao presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa.
É pessoal, saio daqui com a quase certeza de que
em breve o Brasil irá
diminuir de tamanho.
Um grande abraço a todos. Será que podemos fazer alguma
coisa??? Acho que sim. Repasse esse e-mail para que um maior número de
brasileiros fique sabendo desses absurdos. Mara Silvia Alexandre Costa Depto
de Biologia Cel. Mol. Bioag.Patog. FMRP – USP Opinião pessoal: Gostaria que
você, especialmente que recebeu este e-mail, o repasse para o maior número
possível de pessoas. Do meu ponto de vista seria interessante que o país
inteiro ficasse sabendo desta situação através dos telejornais antes que
isso venha a acontecer. Afinal foi um momento de fraqueza dos Estados Unidos
que os europeus lançaram o Euro, assim poderá se aproveitar esta situação de
fraqueza norte-americana (perdas na guerra do Iraque) para revelar isto ao
mundo a fim de antecipar a próxima guerra.
Conto com sua participação, no
envio deste e-mail.. Celso Luiz Borges de Oliveira Doutorando em Água e Solo

FEAGRI/UNICAMPTel:               (19) 3233-1840        Celular:
(19) 9136-6472        e-mail´s: Celso@ufba.br ; celso@agr.unicamp.br ;
celsoborges@gmail.com

Imperialismo estadunidense: deixe sua opinião!

setembro 16, 2008

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

A IV Frota Americana em Santos, na área do pré-sal

Segundo a nota da repórter Eleonora Gosman (egosman@clarin. com.ar), correspondente com base em SP (ela manda noticias de todo o Brasíl) o Presidente Lula exigiu uma explicação da Condolezza Rice que ainda não contestou. Excelente postura do governo brasileiro, que não quer falar com segundos, ainda mais, quando o funcionário Shannon representa o governo Bush. Este sinistro senhor, numa reportagem dada ao Sr. Longobardi, jornalista da conservadora estação de TV a cabo C5N (www.c5n.com. ar) falou que essa manobra era para assegurar por muito tempo a ‘democracia’ .Questionado pelo jornalista, sobre como era a formação, se tinha algum míssil ou porta aviões de tipo pouco convencional, o cínico Mrs. Shannon falou que a composição era ordinária e corriqueira e que as águas onde estavam parados, eram internacionais e que estavam dentro da total legalidade. Duas mentiras, estão sendo contadas por este sicário de soberanias, a primeira a 4ª. frota está em território brasileiro. As jazidas de petróleo marítimo são brasileiras. Com respeito ao tipo de barco, ficou demonstrado que há dois navios que possuem pistas de aterrizagem extracompridas, típicas bases de decolagem de aeronaves nucleares.Está na hora de pedir a retirada dessa força invasora, foi esta tropa da ARMY Force, que pressionou o deposto Jango Goulart a renunciar, em 64 esses barcos cheios de Marines, passeavam ameaçando bombardear o Porto de Santos ou a Baía da Guanabara.*Silvio Pizarro, Jornalista e Professor de Português – Buenos Aires

O petróleo é nosso…O JORNAL ARGENTINO EL CLARÍN NOTICIOU QUE FROTAS DE NAVIOS AMERICANOS ESTÃO EM ÁGUAS BRASIELIRAS, MAIS ESPECIFICAMENTE NA BACIA DE SANTOS (JUSTAMENTE ONDE A PETROBRÁS DESCOBRIU O QUE POSSA SER A MAIOR JAZIDA DE PETRÓLEO DA HISTÓRIA). O PRESIDENTE LULA JÁ PEDIU EXPLICAÇÕES AOS EUA, MAS ATÉ AGORA NÃO OBTEVE NENHUMA RESPOSTA. O MAIS INCRÍVEL É QUE A IMPRENSA BRASILEIRA NÃO NOTICIA ABSOLUTAMENTE NADA SOBRE O ASSUNTO. ORA, LEMBRO VOCÊS QUE A IV FROTA AMERICANA – A QUE ESTÁ NA BACIA DE SANTOS- É A MESMA QUE BOMBARDEOU OS NAVIOS MERCANTES BRASILEIROS NO NORDESTE, NA DÉCADA DE 40, ACUSANDO A ALEMANHA PELO FEITO – A FIM DE QUE O PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS ADERISSE À II GUERRA MUNDIAL. ELA TAMBÉM ESTEVE PRESENTE AQUI NA DÉCADA DE 60, QUANDO DO GOLPE DE 64, DANDO APOIO LOGÍSTICO E MILITAR AO MESMO.PORTANTO, OLHOS ABERTOS… INFORMEM A TODOS QUE PUDEREM, POIS PROVAVELMENTE ALGO MUITO SÉRIO ESTÁ POR ACONTECER E NÃO É JUSTO QUE O POVO BRASILEIRO FIQUE SEM SABER DISSO.PELO HISTÓRICO DESSA ARMADA, VEJO ISSO QUASE QUE COMO UMA AMEAÇA DE GUERRA AO PAÍS PELO NOSSO PETRÓLEO.VEJAM A REPORTAGEM NO LINK:

http://www.clarin.com/diario/2008/07/14/elmundo/i-01714630.htm

Recebí do Rodrigo por e-mail.